Nova empresa da coleta de lixo inicia os serviços em Blumenau neste sábado, dia 8


Publicado em: 06/09/2018 16:41
Nova empresa da coleta de lixo inicia os serviços em Blumenau neste sábado, dia 8
Foi assinado na tarde desta quarta-feira, dia 5, o contrato para prestação dos serviços de coleta de resíduos sólidos domiciliares em Blumenau. O contrato terá duração de 12 meses, podendo ser prorrogado por até 60. A Racli Limpeza Urbana, vencedora da licitação, iniciará os serviços no município no próximo sábado, dia 8.

Além da coleta convencional, a nova empresa passará a realizar a coleta seletiva e também a gestão dos contêineres de lixo. Conforme explica o diretor presidente do Samae, Cleverton Batista, a principal mudança sentida pelos moradores neste início será na coleta seletiva. “Inicialmente a nova empresa atenderá nos mesmos dias e horários as regiões que já tem o sistema de coleta seletiva implantados. A diferença que será notada pelos moradores será os caminhões, que não serão mais baús e sim compactadores”, explica. Ainda segundo o diretor presidente, os caminhões compactadores da coleta seletiva estarão identificados com adesivos que os diferenciam da coleta convencional. Os caminhões baús passarão a realizar somente a coleta de eletrônicos e os resíduos conhecidos como linha branca (geladeira, fogão, forno).

Conforme previsto no contrato, a nova empresa deverá expandir a coleta seletiva, que hoje atende pouco mais de 50% do município, para toda a cidade. Outra responsabilidade da empresa será a gestão dos contêineres de lixo. Atualmente existem 220 contêineres dispostos pela região central do município que tem sua manutenção e limpeza como responsabilidade do Samae. A partir da assinatura do contrato, a Racli passa a gerenciar a questão de limpeza, manutenção e disposição destes contêineres. Os atuais 220 serão substituídos e outros serão instalados nos principais corredores de serviços em um prazo de até 12 meses, totalizando 2 mil equipamentos. 

Com a instalação dos equipamentos nos corredores de serviço, os moradores deverão levar os resíduos até os contêineres localizados em pontos específicos das ruas, identificados como coleta seletiva (contêiner azul) ou coleta comum (contêiner verde). Esta mudança, além de reduzir o número de paradas dos caminhões, irá otimizar a coleta, evitando que pontos com lixo deixem de ser coletados. A coleta mecanizada, realizada com os contêineres, também diminui o odor que os resíduos expostos ao tempo emitem, é mais higiênica e evita a proliferação de insetos e doenças. Além disso, evita que fique lixo espalhado pelas ruas, entupindo bocas de lobo. 

Assessor de Comunicação: Diorgnes Saldanha Lima