Samae comemora 52 anos de fundação e lança programa de conscientização


Publicado em: 14/08/2018 08:18
Samae comemora 52 anos de fundação e lança programa de conscientização
Na manhã desta sexta-feira, dia 10, o Samae de Blumenau celebrou 52 anos de criação. Para marcar a data, foi realizado um café com os servidores da autarquia, que também marcou o encerramento da 27ª Semana Interna de Prevenção ao Acidente de Trabalho (Sipat).

Em sua fala, o diretor presidente do Samae, Cleverton Batista, exaltou o trabalho de todos os servidores e agradeceu pelo comprometimento de todos. Ao final foi cantado o tradicional parabéns e servido um bolo de aniversário.

Eu penso no futuro
Aproveitando a data de comemoração, o Samae lançou uma campanha interna para diminuir a utilização de copos descartáveis. O programa "Eu penso no futuro" foi lançado com a intenção de estimular que os servidores da autarquia passassem a utilizar canecas e copos permanentes, evitando copos descartáveis, responsáveis por grandes impactos ambientais.

Para a servidora idealizadora do programa, Daniela Cristina Marcos, o Samae, como autarquia responsável pelo controle dos resíduos produzidos no município, tem a missão de se adaptar e propagar ações que visem a perpetuação de um meio ambiente mais saudável e preservado para as próximas gerações. "A ideia surgiu já tem um tempo, quando eu vi outra autarquia da região ter uma ação parecida. Sou muito grata pela equipe ter me apoiado e por acreditarem em mim", comenta.

Daniela explica que cada um dos 315 servidores receberá um kit com uma caneca, um copo e uma squeeze, para utilizarem durante o expediente, evitando usar copos descartáveis e contribuindo para um meio ambiente mais sustentável.

Os copos descartáveis, apesar de serem muito utilizados, produzem grandes impactos ambientais. A produção de apenas um copo descartável utiliza de 500ml a três litros de água, já a quantidade de água utilizada para lavar copos e canecas permanentes é bem menor. Os copos descartáveis levam em torno de 250 anos para se decompor na natureza, além de ser o resíduo sólido menos reciclado em todo o mundo.

Assessor de Comunicação: Diorgnes Saldanha Lima